História

Os primórdios da Instituição remontam, provavelmente, ao ano de 1876. A 18 dedsebastic3a3odevasconcelos Dezembro de 1902 foram criados e aprovados os primeiros estatutos da ASSOCIAÇÃO DAS ESCOLAS DE JESUS, MARIA, JOSÉ pela Comissão Fundadora constituída pelo Padre Sebastião Leite de Vasconcellos (fundador das Oficinas de São José no Porto e, mais tarde Bispo de Beja) e pelos Leigos Manoel Fructuoso da Fonseca, Joaquim Bernardo dos Santos; João Ferreira Sarmento, Miguel Souza Guedes, José António de Faria, Eduardo Barbedo Pinto, Manoel J. Forbes Costa, António Luis Falcão, Evaristo de J. R. de Vasconcellos, Hermenegildo Portella, José Bernardo Carlos das Neves, Augusto Cesar Barbedo Pinto, João Pereira do Valle, Manoel Maria Constantino Bastos, José Maria Constantino Bastos, Joaquim Ribeiro da Silva, Daniel Leão da Cunha Lima, Duarte Huet de Bacellar, Joaquim Ramalho Ferreira, Joaquim F. dos Santos Rego e Agostinho de Souza Guedes cuja vontade primeira foi a de criar na cidade do Porto uma Associação Cristã Católica que apoiasse a família. Essa finalidade foi sendo desenvolvida por Leigos sob a orientação do referido Sacerdote e, a partir de 1913, contou com a colaboração das Religiosas Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição, que até ao ano 2009 zelaram também pelas obras de apoio social da Associação, destacando-se entre elas a Sopa dos Pobres, o Lactário, o Berçário, a Creche, a Capela do Monte Pedral e cerca de dez estabelecimentos de ensino primário que foram abertos na cidade do Porto (uma dessas escolas, a da Rua do Nogueira nº 221/259 – atual Rua Padre José Pacheco do Monte, Missionário da Congregação do Espírito Santo que em 1928 foi o primeiro Capelão da Comunidade e Capela Diocesana de Nossa Senhora da Conceição do Monte Pedral – era conhecida como o “Colégio das Freirinhas do Monte Pedral” tinha como padroeiro São José e foi a última escola a ser encerrada em 2011). Foi também com o empenho de Monsenhor Manuel Leite Marinho que a missão de Apoio à Família da Associação ganhou novas dinâmicas de apoio social na cidade do Porto junto das classes mais desfavorecidas. Em Fevereiro de 1994, os Estatutos foram homologados com Ereção Canónica pelo Arcebispo-Bispo do Porto, Dom Júlio Tavares Rebimbas. Foi também nessa altura que o Estado Português conferiu à Associação o Estatuto de “Utilidade Pública” mercê da sua Ação de Solidariedade Social e Comunitária. Por força da nova Concordata estabelecida entre a Santa Sé e o Estado Português, os Estatutos foram novamente revistos e homologados pelo Bispo do Porto, Dom Manuel Macário Clemente, a 8 de Outubro de 2012. Em 2013, após o encerramento da valência ensino por circunstâncias diversas, a Associação apoiada pelo Grupo de Jovens da Comunidade do Monte Pedral adapta-se às novas necessidades de apoio social e cria a estrutura CASA JESUS, MARIA, JOSÉ DO MONTE PEDRAL nas antigas instalações escolares onde, com as devidas licenças, funcionam desde fevereiro de 2014 as valências de CENTRO DE DIA para pessoas idosas, APOIO DOMICILIÁRIO para pessoas dependentes, CANTINA SOCIAL para famílias carenciadas, CENTRO COMUNITÁRIO DE CONVÍVIO para jovens, famílias, grupos e movimentos e INCUBADORA SOCIAL para desempregados e empreendedores. Foi também em 2014 que a Associação obteve o Alto Patrocínio de Sua Excelência o Presidente da República Portuguesa pelas suas capacidades de adaptação, inovação e empreendedorismo sociais.

Para assistir ao vídeo institucional, por favor clique aqui